A Anemia, eu tenho tendência para isto, quem mais se identifica?

A Anemia, eu tenho tendência para isto, quem mais se identifica?

A anemia ocorre quando o número de células vermelhas no sangue é menores que o normal ou quando as células não têm suficiente hemoglobina. A hemoglobina é uma proteína rica em ferro que dá ao sangue a cor vermelha, ajudando as células a levar oxigénio dos pulmões para o resto do corpo.

Quem tem anemia, não recebe sangue suficientemente rico em oxigénio, deixando-o cansado e fraco. Uma anemia grave pode danificar o coração, cérebro e outros órgãos do corpo, podendo até causar a morte.

A deficiência de ferro é a causa mais associada à anemia, portanto, é imperativo aprender as melhores formas de reverter essa deficiência naturalmente.

Sintomas da Anemia:

Fadiga, Fraqueza, Pele pálida, Batimento cardíaco acelerado ou irregular, Falta de ar, Dor no peito, Tontura, Problemas cognitivos, Mãos e pés frios, Dor de cabeça…

O Microplex VMz é uma fórmula que providencia ao organismo 22 vitaminas minerais e vegetais essenciais para o seu equilíbrio, incluindo a dose ideal de ferro necessária para repor os níveis de hemoglobina no sangue.

Preço: 120 Caps   –  53,30 €

Consumir alimentos ricos em Ferro:

O primeiro tratamento natural para a anemia é realmente nutrir o baço, que é o órgão responsável pela produção de glóbulos vermelhos. Uma das formas mais eficazes é incluir abóbora, beterraba e vegetais de folhas verdes como espinafre, couve, alface, rúcula e acelga na sua dieta alimentar diária. Para complementar deve incluir também fígado bovino ou galinha e cordeiro.

Consumir alimentos pré-bióticos:

Para ajudar naturalmente a superar a anemia é necessário que o intestino esteja saudável.

O princípio correcto não é: ” Somos o que comemos” mas sim “Somos o que digerimos.” Se o nosso organismo não está a digerir, absorver e assimilar (função do intestino) os nutrientes adequadamente, não vamos absorver o ferro nem outras vitaminas e minerais, como vitamina B12 ricos, magnésio e zinco, que são essenciais ao organismo.

Reduzir o stress:

Sentimentos como raiva, preocupações, depressão e ansiedade, esgotam o baço e o fígado. É necessário controlar o stress de forma a não agravar os sintomas de anemia. O aconselhável será usar um óleo de Lavanda, Frankincense ou Balance, que são uteis no tratamento de depressão, stress nervoso e emocional, enquanto aumentam a actividade cerebral. São usados frequentemente como tratamento para a insónia e também como uma forma de regular a variabilidade de frequência cardíaca.

Anúncios

Glossário das plantas de A _ z

A

Abacate – Persea americana, Persea gratissima, nutritivo, rico em vitaminas (A, B1, B2, D e E). Especialmente bom para a pele e cabelo seco e com falta de brilho. É também muito reconfortante para a pele que sofreu queimaduras solares. Ajuda a manter um bom nível de hidratação (previne a perda de água) e protege a pele dos danos ambientais.

Abóbora (sementes) – Cucurbita pepo, rica em vitaminas, zinco e ácidos gordos essenciais. Devido à sua elevada concentração de zinco revitaliza e regenera a pele.

Alecrim -Rosmarinus officinalis, é um conservante natural que reduz a taxa de oxidação em óleos. O alecrim melhora a circulação e tem propriedades revigorantes anti-sépticas e antioxidantes.

Alfazema – Lavandula angustifolia, o seu aroma delicado tem um efeito calmante. As infusões das flores secas são calmantes, digestivas, analgésicas e antiespasmódicas. Das flores da alfazema extrai-se um óleo essencial suave muito utilizado em aromaterapia e cosmética (para todos os tipos de pele) pelas suas múltiplas propriedades (cicatrizante, anti-séptica e antibacteriana). Pode ainda utilizá-la para perfumar e preservar as roupas.

Aloé Vera – Aloe vera, tradicionalmente, o gel calmante das folhas de aloe vera tem sido utilizado para tratar feridas e queimaduras. Propriedades: emolientes, cicatrizantes, adstringentes

Alperce – Prunus armeniaca, este é um óleo suave e nutritivo (rico em vitamina A). Possui propriedades regenerativas e curativas. Bom para todos os tipos de pele.

Alteia – Althaea officinalis, protege e acalma a pele. Também conhecida por malvaísco ou malva-de-cheiro, tem uma acção anti-inflamatória e anti-irritante.

Amêndoas doces – Prunus dulcis,  rico em ácidos gordos essenciais, nutre e protege a pele. O óleo e amêndoas doces  é adequado para todos os tipos de pele.

Argan – Extraído do fruto da árvore Argania Spinosa existente em Marrocos. É muito apreciado em cosmética devido aos seus múltiplos benefícios: ajuda a  reduzir a perda de colagénio, regenera e nutre a pele. Possui um elevado teor de vitamina E e ácidos gordos essenciais.

Arnica – Arnica Montana, tem sido tradicionalmente utilizada em pomadas e bálsamos para escoriações, dores e contusões, uma vez que ajuda a melhorar circulação sanguínea, acelera a cicatrização e possui propriedades anti-inflamatórias e curativas.

Árvore-do-Chá – Malaleuca alternifolia, possui propriedades antifúngicas e anti-sépticas, sendo um bom ingrediente para produtos de limpeza de pele. Ajuda a tratar várias condições de pele (acne, erupções cutâneas, infecções).

Árvore-do-chá Limão – Leptospermum petersonii, possui propriedades anti-infecciosas, antifúngicas e anti-inflamatórias. É considerado um dos melhores desodorizantes.

Azeite – Olea europaea, rico em vitaminas (A, B1, D e E), nutre, amacia e protege a pele. Adequado para todos os tipos de pele, especialmente seca e madura.

B

Bambu – O bambu é rico em sílica. A sílica favorece a regeneração da epiderme e ajuda a melhorar a elasticidade, uma vez que está envolvida na sintese de colagénio e elastina.

Baunilha – Vanilla planifolia, possui propriedades anti-oxidantes. Tem efeitos calmantes, suavizantes e relaxantes no corpo e mente.

Borragem – Borago Officinalis, um óleo muito rico em AGL (ácido gama linoleico). Ajuda a nutrir e fortalecer a pele. Ideal para peles secas e maduras.

C

Calêndula – Calendula officinalis, conhecida pelas suas propriedades anti-sépticas, anti-inflamatórias e curativas. Ajuda a regenerar a pele após irritações ou afecções ligeiras.

Camelina – Camelina sativa,  o seu óleo é rico em vitamina E (antioxidante), omega 3 e ácido linoléico. Melhora a elasticidade e suaviza a pele.

Camomila – Matricaria recutita, tradicionalmente utilizada para problemas digestivos, stress e irritabilidade. Na cosmética, as peles secas e sensíveis beneficiam com a sua utilização. Na aromaterapia, o seu óleo essencial é utilizado para combater a ansiedade e a insónia. A camomila romana (Chamaemelum nobile) tem uma utilização semelhante e é um dos óleos mais suaves, particularmente bom para bebés e crianças. Propriedades: anti-inflamatória, antiespasmódica, relaxante.

Cânhamo – Cannabis sativa L., rico em ácidos gordos essenciais. Quando utilizado regularmente ajuda a retardar o envelhecimento da pele e deixando-a suave, macia e hidratada.

Cardamomo – Elettaria cardamomum, muito utilizado em medicina ayurvédica. De odor quente e adocicado, possui propriedades térmicas, anti-sépticas, afrodisíacas e estimula a digestão.

Cártamo – Carthamus tinctorius L., também conhecido por açafrão-bastardo ou açafroa. Possui propriedades emolientes e regeneradoras da pele. Rico ácidos gordos essenciais e vitamina E.

Cedro – Cedrus atlantica, é utilizado nos tratamentos de pele pelas suas propriedades anti-sépticas, e adstringentes (suave).

Cenoura – Daucus carota, ajuda a manter a pele saudável. O óleo essencial diluído ajuda a restaurar a elasticidade e tonicidade da pele, sendo por isso utilizado para cuidar da pele com rugas. A raíz de cenoura contém elevada concentração de betacaroteno, percursor da vitamina A, bem como, vitamina B1, B2 e C.

Cera de Abelha – Cera alba, produzida pelas abelhas, é obtida a partir do favo de mel depois do mel ser retirado. A cera de abelha é utilizada em cosmética para a confecção de cremes e bálsamos, actuando como emulsificante. Possui propriedades terapêuticas tal como os outros produtos que as abelhas fabricam, nomeadamente: cicatrizante, emoliente, anti-inflamatória. É absorvida lentamente pela pele, protegendo-a e mantendo a sua humidade natural.

Coco – Cocos nucifera, rico em antioxidantes, particularmente Vitamina E. Um emoliente excelente para produtos de cuidado da pele e do cabelo. É utilizado em amaciadores de cabelo, batons, bálsamos para o corpo.

Consolda-Maior – Symphytum officinale, tradicionalmente utilizada para ajudar a cicatrizar feridas. Contém alantoína que promove a regeneração celular.

Couve – Brassica oleracea acephala, rica em antioxidantes que combatem os efeitos dos radicais livres (associados ao envelhecimento prematuro). Uma fonte de vitaminas (A e K) e minerais que protegem a elastina e o colágeno. Ajuda a reduzir o aparecimento de linhas finas e rugas.

Manteiga de Cacau –  Obtida a partir das sementes do Theobroma cacao, nutre suaviza e protege a pele.

E

Erva-cidreira – Melissa officinalis, as suas propriedades anti-virais, tonificantes e calmantes, tornam-na especialmente útil no tratamento de feridas e inflamações da pele. A infusão  tem uma acção relaxante.

Erva-do-caril – Helichrysum italicum, Possui propriedades anti-inflamatórias e regeneradoras. Evita o aparecimento de estrias e promove o crescimento de novas células.

Espinheiro amarelo (bagas) – Hippophae rhamnoides, as bagas têm um teor elevado de Vitamina C e E, contém ácidos gordos essenciais, aminoácidos, antioxidantes e flavonóides. Possuem múltiplas propriedades benéficas, a saber: anti-inflamatórias, promove o rejuvescimento celular, ajuda a tratar o acne, ajuda a restaurar a elasticidade e firmeza da pele, bem como, a protege dos radicais livres (derivados do sol e poluição ambiental).

Eucalipto – Eucalyptus globulus, as propriedades anti-sépticas e expectorantes do eucalipto são bem conhecidas. Este é utilizado para tratar infecções, febres e para o alívio da dor.

F

Flor de Laranjeira (Neroli) – Utilizado desde a antiguidade para perfumar os produtos de beleza. A flor de laranjeira (Citrus aurantium) possui propriedades rejuvenescedoras e tonificantes, sendo útil para: pele madura, sensível, seca e para prevenir estrias. É sedativo.

G

Gengibre – Zingiber officinale, possui propriedades anti-sépticas e anti-inflamatórias; tem uma acção termogénica e analgésica, aliviando dores reumáticas e musculares, bem como, estimula a circulação sanguínea. 

Gerânio – Pelargonium graveolens, possui propriedades anti-sépticas, adstringentes e anti-inflamatórias. O óleo essencial ajuda a normalizar a produção de sebo, sendo adequado para pele muito seca, oleosa ou mista. É uma bom ingrediente para cremes ou óleos anti-celulite uma vez que estimula o sistema linfático.

Girassol – Helianthus annuus, rico em ácidos gordos essenciais, vitaminas e antioxidantes. Nutre e suaviza a pele; pode ser utilizado em todos os tipos de pele.

Glicerina – Suaviza a pele. Possui propriedades humectantes, atraindo a água da atomosfera para a pele, o que assegura a hidratação.

H

Hipericão ou Erva-de-São-João – Hypericum perforatum, possui propriedades antivirais, anti-inflamatórias, antibacterianas e adstringentes. Particularmente eficaz para o tratamento de feridas, equimoses e queimaduras. Também é usado externamente para aliviar cãibras e nevralgias.

Hortelã-Pimenta – Mentha piperita, o óleo essencial é suave e refrescante. Alivia o cansaço mental e melhora a concentração. É útil em casos de constipação ou gripe. A infusão é tradicionalmente utilizada para problemas digestivos e exerce uma acção benéfica sobre o estomâgo, figado e intestinos.

J

Jasmin – Jasminum officinale,  relaxante, ajuda a aumentar a confiança e possui propriedades afrodisíacas. Perfume delicioso,exótico e intenso, o jasmim ajuda a melhorar a elasticidade da pele.

Jojoba – Simmondsia chinensis, suaviza, protege, melhora a elasticidade da pele, bem como, ajuda a manter a hidratação. Possui propriedades antibacterianas e antifúngicas.

K

Manteiga de Karité – Butyrospermum parkii, possui propriedades nutritivas e suavizantes. Contém ácido cinâmico, responsável pelos seus efeitos anti-inflamatórios. É adequada para prevenir estrias durante e depois da gravidez. Também é excelente para produtos capilares, para cabelos secos e irritação do couro cabeludo. 

L

Laranja doce – Citrus aurantium dulcis, Citrus sinensis, tem um efeito revigorante, bem como, desintoxica e purifica o corpo.  Pode ser utilizado como aromatizante natural nos batons e produtos de cuidados pessoais.

Limão – Citrus limonum, o óleo essencial é anti-séptico, antibacteriano, tonificante, adstringente e desodorizante. Estimula a circulação sanguínea (adequado para tratar varizes) e as defesas do organismo (indicado para pequenas feridas e cortes). Devido às suas propriedades adstringentes, é benéfico para peles oleosas. Também é útil para ajudar a atenuar manchas e remover calosidades e verrugas.

M

Macadamia – Macadamia integrifolia. Um óleo hidratante com alto teor de ácido palmitoléico (naturalmente presente na nossa pele e cuja função é manter a humidade da mesma). O envelhecimento modifica a estrutura da pele e os níveis naturais de ácido palmitoléico diminuem o que causa uma maior secura da pele. Desta forma, este óleo é muito bom para peles secas e maduras.

Manjerona – Origanum majorana, tem uma acção reconfortante no corpo & mente. É utilizado para o alívio de dores musculares, reumatismo, artrite, pois aumenta a circulação local e produz uma sensação de calor reduzindo a dor.

Mirra – Commiphora myrrha, possui propriedades anti-sépticas, cicatrizantes e anti-inflamatórias. É especialmente valorizado para feridas que demoram a sarar e para determinadas condições de pele. É também utilizado em pastas de dentes pela sua acção benéfica sobre os problemas das gengivas.

O

Olíbano – Boswellia carterii, possui propriedades tonificantes e rejuvenescedoras. Ajuda a retardar o aparecimento das rugas e o surgimento de linhas finas e tonifica a pele. Tem um efeito calmante.

P

Patchuli – Pogostemon patchouli, possui propriedades anti-inflamatórias, anti-sépticas, antifúngicas e regeneradoras. É benéfico em casos de acne, pele rachada e caspa. Pode exercer um efeito anti-depressivo.

R

Rícino – Ricinus communis, possui propriedades de limpeza (remove a sujidade da pele). Como é absorvido muito lentamente torna-se excelente para cremes e bálsamos. 

Romã – Rico em antioxidantes. Protege contra os efeitos do envelhecimento devido a sobreexposição solar, inibe a acção dos radicais livres, ajuda na regeneração das células da pele; estimula a produção de colagénio.

Rosa – A rosa (Rosa damascena) tem um efeito reparador na pele, possui boas propriedades anti-inflamatórias. Indicada para peles secas, sensíveis, maduras. Ajuda a aliviar o prurido e fortalece os vasos capilares.

Rosa de Jericó – Selaginella Lepidophylla, é conhecida pela sua capacidade de aguentar os ambientes mais extremos e “voltar à vida” quando exposta à humidade. A planta tem um sistema bem adaptado para combater o stress mecânico e oxidativo, utiliza um complexo de enzimas que previnem danos enquanto promovem a reparação e re-hidratação.

Rosa Mosqueta – Um óleo luxuoso, muito eficaz na regeneração de células e tecidos, É uma boa fonte de ácidos gordos essenciais, em particular, os ómega 3, que ajudam a manter a humidade da pele. O óleo de rosa mosqueta contém Vitamina A, C e E. É benéfico para várias condições de pele: acne, escaldões, hiperpigmentação, excesso de exposição solar. Estudos científicos mostraram que este óleo pode melhorar a aparência da pele com cicatrizes, estrias, hiperpigmentação, linhas finas e rugas.

S

Sabugueiro – Acalma, tonifica a pele sensível e estimula a circulação sanguinea. É adequado para peles secas e maduras.    

Sândalo – É benéfico para peles oleosas e com acne, bem como, calmante para pele seca (e rachada/com fissuras). Possui excelentes propriedades anti-sépticas. É utilizado com frequência em meditação devido aos seus efeitos calmantes e relaxantes.

Sésamo – Rica em vitamina E. Adequado para todos os tipos de pele. Tem propriedades anti-bacterianas e anti-fungicas.  

Soja – Ajuda a uniformizar o tom de pele e a suavizar a textura da pele. Conhecido pelos seus benefícios de saúde, as pesquisas sobre a utilização da soja para cuidados de pele revelou múltiplos benefícios para a pele tais como: amacia e suaviza a textura da pele, rico em/fonte natural de vitamina E.

T

Tangerina – O óleo essencial de tangerina é muito seguro e suave tornando-o adequado para crianças e para utilizar durante a gravidez. Possui propriedades calmantes e suavizantes tornando-o benéfico para o stress, tensão nervosa e insónia. A tangerina desintoxica o corpo, reduz a celulite e previne marcas de estrias. Pode ajudar a reafirmar a pele depois de perder peso ou depois da gravidez. Muito Bom para peles congestionadas e oleosas, mas também é benéfico para peles sensíveis e maduras. Promove a regeneração celular, tonifica e reafirma.

V

Verbasco – Verbascum thapsus, possui propriedades anti-sépticas, emolientes e cicatrizantes.
Vitamina E – Extraída de óleos vegetais. É um antioxidante, que ajuda a preservar o produto onde está inserido. Também ajuda a combater os efeitos nocivos dos radicais livres, o que por sua vez ajuda a prevenir as rugas, estimula a circulação sanguínea e regula a elasticidade da pele.

Abacatealimentacao-anti-inflamatoria_alimentos-antioxidantesbananaBergamota_FB 2

Á Conversa Com… Carina Santos   

O Teu Bem-Estar

Olá! Antes de mais, grata pelo convite! Portanto, o meu nome é Carina Santos, tenho 33 anos, sou de Olhão, sou do Signo Peixes com Ascendente em Virgem. Sou Trabalhadora Espirita e tenho vários cursos, apesar de não os utilizar na prática terapêutica como por exemplo: Mesa Radionica, Reiki, Cura Estelar, Cristaloterapia, Angeologia. No entanto o que faço é natural e fui eu mesma que desenvolvi mediunicamente, com a prática e experiências próprias, mais concretamente do foro espiritual. Faço atendimentos de Orientação Espiritual e dou Ajuda Espiritual através de Purificação Espiritual e Desmanche de Trabalhos de Magia, principalmente. Dou também Aulas de Espiritualidade para quem quer evoluir nesse sentido.  

Nova Imagem.jpg

OteuBemEstar: Ora depois desta pequena introdução sobre ti conta-me como foi a tua infância?  

Carina: Tive uma infância cheia de provações, com muitas dificuldades e com poucos recursos financeiros. Muita instabilidade familiar e sem estrutura e acompanhamento adequado. Foi uma infância bastante sofrida…

Ver o post original 1.699 mais palavras

Acne (malvado sejas de difícil tratamento! GRRR!!! )

A acne é uma condição que aflige milhões de crianças e adultos. A principal causa do acne são poros entupidos que armazenam as bactérias e promovem o supercrescimento de levedura na pele. Outros fatores como inflamação, flutuações hormonais e aumento do cortisol também podem agravar a acne.

Cuidados alimentares:

Consumir:

Alimentos ricos pró bióticos – Kefir, iogurte e legumes

Alimentos ricos em zinco – sementes de abóbora germinadas, sementes de linhaça, chia e cânhamo.

Alimentos ricos em vitamina A – Espinafre, cenoura e fígado de carne.

Alimentos ricos em fibra – vegetais, frutas, nozes e sementes.

Proteína magra – galinha, carne vaca, ovos e peixes selvagens.

Evitar:

Açúcar e alimentos ricos em carboidratos

Glúten e trigo

Chocolate

Alimentos fritos e comida processada

Óleos hidrogenados – óleo de soja, óleo de milho, óleo de canela e óleo vegetal

Produtos lácteos convencionais

Tratamento Natural Proposto:

Melaleuca e Frankincense – por terem propriedades antimicrobianos e anti-inflamatórias e regenerativas, a combinação destes óleos ajudam a limpar e cicatrizar a pele.

” Com o virar da adolescência, a minha filha começou a ter problemas severos de acne. Como utilizo os óleos para todas as patologias em casa, decidi investigar e experimentar quais os melhores óleos para esse efeito. Ao fim de algumas combinações, descobri que frankincense e melaleuca reduzem a aparência das espinhas em 3 dias e limpam a pele em uma semana com 2 aplicações ao dia”

Para mais informações mande email !! Teremos todo o gosto em esclarecer e informar! ☺

Aromaterapia, o que é?

A aromaterapia, praticada há milhares de anos é, tal como o seu próprio nome indica, uma terapia que cura através dos aromas – aromas 100% naturais, extraídos de flores, raízes, folhas, sementes, ervas, madeiras e resinas, e transformados em óleos essenciais que são utilizados na prevenção e no tratamento de doenças físicas e psicológicas.


As raízes

Parte integrante da medicina alternativa, a aromaterapia existe há mais de seis mil anos, tendo sido activamente praticada nas antigas civilizações da Grécia, Roma e Egípcio. Aliás, o médico egípcio Imhotep recomendava o uso de óleos com fragrâncias no banho, nas massagens e, claro, no embalsamento dos mortos. O pai da medicina moderna, Hippocrates, seguiu os mesmos princípios e reza a história que terá realizado fumigações aromáticas para travar a praga em Atenas. Porém, o declínio do Império Romano levou ao desaparecimento destes conhecimentos aromáticos, que voltaram a dar que falar e cheirar por volta do ano 1000 d.C. na Pérsia. Nesta altura, os árabes iniciam a prática de destilação e o estudo das propriedades terapêuticas das plantas volta a ganhar força. Graças às Cruzadas, estes saberes regressam à Europa e, já em 1200 d.C. se produzia, na Alemanha, óleos essenciais com ervas e especiarias provenientes de África e do Extremo Oriente. Quando a América do Sul foi invadida pelos Conquistadores, a descoberta de novas plantas medicinais e óleos aromáticos foi impressionante e a verdade é que também no Continente Americano os índios nativos passaram a ser conhecidos pela confecção de bálsamos e poções à base de plantas medicinais. Apesar desta prática consistente, foi apenas no século XIX que os cientistas europeus decidiram dedicar-se ao estudo dos efeitos destes óleos essenciais no homem. A palavra “aromaterapia” é uma invenção do químico francês René Maurice Gattefosse que, em 1910, descobriu os poderes curativos do óleo de lavanda quando se queimou no seu laboratório de perfumes e, procurando um alívio imediato, mergulhou a mão num recipiente com óleo de lavanda. O alívio da dor foi imediata e o processo de cicatrização rápido, indolor e sem marcas posteriores. A partir daí dedicou a sua vida ao estudo dos poderes curativos dos óleos essenciais, tendo realizado vários tratamentos de êxito nos hospitais militares durante a I Guerra Mundial, experiências essas que documentou em diversos livros. Hoje em dia, a busca de uma forma de vida natural, com a mente, corpo e espírito em equilíbrio, aumentou a procura da aromaterapia.Ginseng.jpg

Sentido de olfacto

Um dos cinco sentidos, o nosso poder de cheirar é, em si só, extremamente potente, com efeitos curiosos. Por exemplo, um certo aroma pode despertar memórias de infância bem guardadas ou o cheiro de determinado alimento pode abrir o apetite a uns ou provocar náuseas a outros. Quando inalamos óleos essenciais, as nossas células olfactivas são estimuladas e esse impulso é encaminhado para o sistema límbico – o centro emocional do cérebro – ligado à memória, à respiração, à circulação sanguínea e às hormonas. Na aromaterapia, as propriedades, a fragrância e os efeitos dos óleos essenciais estimulam estes diferentes sistemas. Da mesma forma que a ligação estreita entre o olfacto e o cérebro desencadeia um efeito indirecto no sistema imunitário, que potencia a capacidade do corpo se sarar a si próprio. Enquanto medicina holística, a aromaterapia é uma forma de auto-cura porque incentiva o equilíbrio interno do organismo, mas também se manifesta ao nível físico uma vez que os óleos essenciais são conhecidos pelas suas poderosas acções revigorantes, anti-oxidantes, anti-bacterianas, anti-virais, anti-fungos, anti-inflamatórias, ansiolíticas e anti-espásticas.as

Benefícios físicos, emocionais e espirituais

Escolhidos os óleos essenciais apropriados (sendo, por isso, importante procurar sempre um profissional de aromaterapia), os benefícios são mais que muitos e sentem-se a diversos níveis.

Mente – tratamento de cansaço mental, stress, tensão, certas fobias, insónias e outras perturbações do sono; aumento dos níveis de concentração, memória e produtividade.
Corpo – as propriedades anti-bacterianas dos óleos essenciais auxiliam na cicatrização de feridas externas; actuam no melhoramento da circulação sanguínea, na drenagem linfática e na eliminação das toxinas do corpo; tratamento de doenças de pele, perturbações digestivas, desequilíbrios hormonais, dores musculares e de articulações; aumento dos níveis de energia e bem-estar geral.
Estado emocional – os óleos essenciais também podem funcionar como um anti-depressivo potente, ajudando a acalmar e a aliviar estados de nervosismo, tristeza, pânico, ansiedade e de depressão; aumento dos níveis de auto-estima e de auto-confiança.
Estado espiritual – a aromaterapia também é utilizada para aumentar os níveis de consciência, percepção e de comunhão com forças maiores, sendo ainda parte integrante na prática da meditação.

images (13)


Óleos essenciais
Os óleos essenciais utilizados na aromaterapia são extraídos de plantas, flores, raízes, folhas, sementes, ervas, madeiras e resinas e, posteriormente misturados com outras substâncias – caso do óleo, álcool ou loção – o que permite a sua utilização de forma prática. Executado por profissionais especializados, o método de extracção é um processo moroso e caro: são necessários 100 quilos de pétalas de rosas para produzir 5 colheres de chá de um óleo essencial! Um processo que também encarece o produto final, no entanto, e como se utilizam poucas gotas de cada vez e os efeitos são altamente eficazes, o investimento é considerado válido.

Utilizados a solo ou misturando mais que uma variedade, os óleos essenciais estão divididos em três categorias, ou seja, conforme as suas “notas” ou índice de evaporação.

Óleos de nota elevada – os mais estimulantes e revigorantes, têm um aroma forte, mas o seu perfume dura apenas entre 3 e 24 horas. Alguns exemplos incluem: basílico, bergamota, salva, coentro, eucalipto, laranjeira-amarga, hortelã-pimenta e tomilho.
Óleos de nota média – actuam ao nível das funções corporais e metabólicas e, embora menos potentes, a sua fragrância só evapora passados 2 ou 3 dias. Alguns exemplos incluem: erva-cidreira, camomila, funcho, gerânio, hissopo, junípero/zimbro, lavanda e alecrim.
Óleos de nota baixa – o seu aroma doce e calmante, tem efeitos relaxantes no corpo e é a fragrância que mais tempo dura, até uma semana. Alguns exemplos incluem: cedro, cravinho, gengibre, jasmim, rosa e sândalo.
Aplicação

Na aromaterapia, os óleos essenciais têm múltiplas aplicações:

Externa – aplicado directamente na pele (diluído ou não), tratam feridas superficiais ou problemas de pele, activando, em simultâneo, os receptores térmicos do corpo, matando micróbios e fungos.
Interna – ingerido através da diluição em água ou adicionado à alimentação, activam o sistema imunitário.
Massagem/Banhos – largamente associados às massagens e banhos de aromaterapia, nestes casos os óleos essenciais são inalados, mas também são absorvidos pela pele, entrando no sistema circulatório que os transporta para os órgãos e restantes sistemas do corpo.
Difusão no ar – queimados como incenso ou colocados em recipientes ao ar livre, os óleos essenciais são captados pelas células olfactivas e direccionados para o sistema límbico.
A aromaterapia é segura?

Enquanto tratamento 100% natural, a aromaterapia só poderia ser segura, no entanto, existem sempre algumas precauções que não devem ser descuradas, nomeadamente se é um principiante neste género de tratamentos. Antes de procurar a aromaterapia, informe e peça a opinião do seu médico de clínica geral. A aromaterapia não deve ser praticada por mulheres grávidas (alguns óleos como junípero, alecrim e salva podem provocar contracções uterinas); por crianças com menos de 5 anos (são muito sensíveis aos óleos); por pessoas com doenças crónicas; por pessoas com problemas de pulmões como asma, alergias respiratórias ou doença pulmonar crónica (podem causar espasmos respiratórios).

Salvo indiciação específica, os óleos essenciais não devem ser ingeridos; e deve evitar o contacto com os olhos e a boca; estando sempre atento a qualquer sinal de reacção alérgica